[Martha Medeiros]
'Diante desta profusão de descobertas, acho mais seguro não mudar de hábitos'





E que venham mais dias em que eu possa fingir que nada está acontecendo.
Que eu possa continuar alheia ao mundo que foge do meu controle.
Eu não quero nada em minhas mãos.

As piores palavras, eu não vou deixar que as repita.
Então que tudo saia do meu controle, pra que você não tenha como me culpar dos seus erros, dos seus medos, das suas decepções, dos seus fracassos.

E enquanto eu carrego suas dúvidas você pode ir pra casa.
E eu sinto muito por não ter sido um pouco mais pra você.

Só peço para que faça párar de doer.
Só peço para que me deixe assistí-lo dormir.
E que eu sinta seu sorriso como da última vez.

♫ Ao som de: Milonga - Fresno

0 comentários:

Assisti, e recomendo!

Loading...